GNUCASH – Depreciação (2 de 2)

Esta segunda parte do tema Depreciação traz algumas informações práticas para a manipulação destes dados.

Configuração das contas

Devido às muitas praticas contábeis para depreciação, existem também muitas maneiras de configurar as contas para este fim. Vamos apresentar aqui um método geral que deve ser suficientemente flexível para lidar com a maioria das situações. A primeira conta que você precisa é uma conta de Custo de Ativo (tipo de conta Ativo, no GNUCASH), que é simplesmente onde você grava a compra original do ativo. Normalmente, esta compra é realizada por uma transação de sua conta bancária.

Para manter o rastreamento da depreciação do ativo você necessitará de duas contas de depreciação. A primeira é uma conta de Depreciação Acumulada na qual será coletada a soma de todos os montantes de depreciação e conterá valores negativos. No GNUCASH essa conta é do tipo Ativo. A conta de Depreciação Acumulada é equilibrada pela conta Despesa de Depreciação, na qual toda despesa de depreciação periódica será gravada. No GNUCASH esta é uma conta do tipo Despesa.

A seguir está uma hierarquia genérica para o rastreamento de depreciação de dois ativos, ITEM1 e ITEM2. A conta de Custo do Ativo é equilibrada pela conta de Banco e a conta Depreciação Acumulada é equilibrada pela conta Despesas:Depreciação.

  • Ativos
    • Ativos Fixos (ou Imobilizados)
      • ITEM1
        • Custo (conta de Custo do Ativo)
        • Depreciação (conta de Depreciação Acumulada)
      • ITEM2
        • Custo (conta de Custo do Ativo)
        • Depreciação (conta de Depreciação Acumulada)
    • Ativos Atuais
      • Banco
  • Despesas
    • Depreciação (conta de Despesa de Depreciação)

Uma das características da hierarquia de contas é que prontamente se podem prontamente observar os valores sumarizados dos ativos depreciados. O total da conta Ativos:Ativos Fixos:ITEM1 mostra o valor estimado atual para o item 1, a conta Ativos:Ativos Fixos:ITEM1:Custo mostra o valor total pago pelo item 1, a conta Ativos:Ativos Fixos:ITEM1:Depreciação mostra a depreciação acumulada para o item 1 e, finalmente, a conta Despesas:Depreciação demonstra o total acumulado para todos os itens de seus Ativos.

É certamente possível usar outra hierarquia de contas. Uma configuração popular das contas é combinar as contas do Custo do Ativo e da Depreciação Acumulada. Esta configuração tem uma vantagem de ter menos contas, mas com a desvantagem de determinar alguns detalhes sumarizados mencionados no parágrafo anterior, para isso, deverá abrir a janela de registros da conta.

Atualmente o lançamento dos montantes de depreciação é realizado de forma manual em todo o período contábil. Não existe (pelo menos ainda) uma forma de realizar automaticamente os cálculos de esquemas de depreciação. No entanto, uma vez que o período contábil é anual, não é realmente um grande trabalho fazer isso pelas próprias mãos.

Exemplo

Imagine-se um fotógrafo que usa um carro e uma câmera valiosa para realizar o seu trabalho. Você irá querer rastrear a depreciação destes itens por que você pode provavelmente deduzir a depreciação dos impostos do seu negócio.

O primeiro passo é criar a hierarquia de contas (como mostrado anteriormente, substitua o ITEM1 e o ITEM2 por carro e câmera). Agora, grave a compra de seus ativos pela transferência de dinheiro a partir da conta do banco para a conta apropriada Ativos:Custos de cada item. (ilustrando: a conta Ativos:Custos Fixos:Carro:Custos para os valores relativos ao carro). Neste exemplo, você inicia com $30k no banco o custo do carro é de $20k e a câmera custa $10k e ambos foram comprados em 1/jan/2009.

Janela principal para o exemplo da depreciação do ativo, antes da depreciação.

Utilizando um código de tributação, percebemos que devemos relatar a depreciação destes itens usando o esquema de soma de dígitos, sobre um período de cinco anos. Então, a depreciação anual para o carro será de $6.667, $5.333, $4.000, $2.667, $1.333 arredondados para os anos 1 a 5 respectivamente. Os montantes de depreciação da câmera serão $3.333, $2.667, $2.000, $1.333, $667. Consulte o artigo anterior (GNUCASH – Depreciação 1 de 2) para saber as maneiras de cálculo destes valores.

Para cada período contábil (isto é, ano fiscal) você deve gravar a depreciação como uma despesa na respectiva conta de Depreciação Acumulada (por exemplo: a conta Ativos:Ativos Fixos:Carro:Depreciação). Estas duas janelas abaixo mostram a depreciação acumulada do carro e a janela principal de contas depois do terceiro ano (isto é, três períodos) usando o esquema de depreciação por soma de dígitos.

A janela de registros da depreciação do ativo

A janela principal da depreciação do ativo.

Nota: cautela – depreciação e impostos são intimamente ligados, pode não ser sempre uma escolha arbitraria o método escolhido. A utilização de cálculos errados pode acarretar maiores custos de recurso de tempo que se for adotada maneira correta na primeira vez, então se você planeja depreciar ativos, é prudente ter certeza dos esquemas que serão permitidos e necessários.

Anúncios

Sobre Andre Mateus
Sou profissional da área de tecnologia e engenharia. Gosto de assuntos que contribuam para a compreensão dos ambientes que vivemos.

5 Responses to GNUCASH – Depreciação (2 de 2)

  1. Ciran Aguiar says:

    André, primeiramente parabéns pelo excelente trabalho.
    Sempre começava a utilizar o Gnucash e em pouco tempo deixava de lado. Depois de acompanhar os seus artigos, finalmente acho que vou até o fim com o mesmo.
    Utilizo-o para um controle pessoal e familiar e estou muito satisfeito com os resultados.

    • Andre Mateus says:

      Prezado Ciran,
      É uma grande satisfação saber que está sendo útil meu trabalho, pois é esse o objetivo: contribuir para mais pessoas utilizarem de forma eficaz este ótimo sistema.
      Abraços.

  2. Gabriel Alves says:

    Olá André,

    Parabéns pela iniciativa. Utilizo o GnuCash há algum tempo e sei que não é fácil encontrar material como este em português. Neste ano me interessei pela depreciação e comecei a pesquisar sobre o assunto até encontrar o seu material.

    Com relação ao artigo tenho duas dúvidas:
    Primeira: Ao iniciar um novo ano eu já começo com a conta Despesa:Depreciação contendo os valores do ano anterior, ou seja, ela serviria como uma depreciação acumulada que só se efetivará quando eu, por exemplo, vender um dos ativos.

    Segunda: No caso do carro, cujo valor estimado está em R$ 4k e depreciação de R$ 16k. Suponha que eu o venda por R$ 7k. Como seria realizada a transação?

    Obrigado.

    • Andre Mateus says:

      Gabriel,
      Obrigado pelo comentário. Vou tentar responder às tuas perguntas de forma objetiva:
      1. A conta Despesa:Depreciação é sempre equilibrada com a conta de Depreciação Acumulada. Ao final de um ano ela permanece, pois deve ser considerada no próximo período fiscal.
      2. Na venda de um ativo depreciado, vc deve criar uma conta de receita que registra a venda do ativo. O artigo Contas a Receber demonstra como tratar a venda de itens.
      Abraços.

      • Gabriel Alves says:

        Olá André,

        Obrigado pelo retorno. Eu fiz um teste com relação ao item 1. Eu fechei o balanço e iniciei um novo exercício. Assim eu lancei o valor depreciado do ano anterior na conta, p.e., Ativos:Ativos Fixos:Camera:Depreciação. A conta Despesas:Depreciação acumulada ficou zerada. Na prática ficou evidente o equilibro entre as contas, conforme sua observação. Com relação a sugestão do item 2 irei ler o artigo e caso tenha dúvida volto a entrar em contato.

        Reitero meus agradecimentos.

        Saudações,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: